Alliance homenageia médicos e traz depoimentos sobre a profissão - Alliance
Voltar

Alliance homenageia médicos e traz depoimentos sobre a profissão

Magazine Alliance |

Terça-feira (18), foi celebrado o Dia do Médico. A data foi escolhida em homenagem ao dia do nascimento de São Lucas, padroeiro da medicina que dedicou boa parte de sua vida à cura de enfermidades, principal função de um médico. Mas será que esse é o único papel do médico? Curar doenças?

Sabemos que outra função de grande importância desses profissionais é a prevenção. Estudar, desenvolver e indicar formas de prevenir as várias doenças que acometem o ser humano é uma de suas missões. Compreendendo o paciente em sua totalidade, um dos caminhos é a orientação para rotinas mais saudáveis e hábitos que melhorem a qualidade de vida como um todo. Afinal, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) saúde também é manter o estado físico, mental, psicológico e social equilibrados.

Mas e o outro lado? Como é ser médico? Quais seus desafios? Nesse mês tão especial para a categoria, a Alliance Empreendimentos, que se posiciona no mercado de forma a incentivar a qualidade de vida – mensagem presente até em seu slogan – fez uma homenagem à classe através de alguns clientes médicos. A construtora inverteu o papel e foi ouvi-los para entender como eles se sentem em relação à profissão, quais suas necessidades e expectativas. O objetivo foi compartilhar seus sentimentos e anseios com mais pessoas.

Em seu depoimento, o gastroenterologista José Eymar Filho destaca como a profissão faz com que ele cresça a cada dia e aprenda com cada paciente. “Ser médico é ter a oportunidade de se colocar no lugar do paciente. De sentir não só as dores, os problemas, as dificuldades que ele experimenta com a perda da saúde, mas também de participar das alegrias dessas famílias. Participar dos nascimentos, das superações, dos seus desafios e de suas vitórias, quando confrontadas com a doença. Como médico e professor, eu digo para os meus alunos que, hoje em dia, a medicina está muito fragmentada, existe um especialista para cada área, mas talvez a melhor definição de ser médico é: um profissional especializado em ser humano. Um especialista em olhar para o paciente e tentar ver o coração daquela pessoa e não focar só na doença, não focar só nos achados que temos que tratar. É tentar se colocar no lugar e ver o que aquela pessoa precisa, quer e como vai ser tratada, para não só superar a doença – que nem sempre a gente consegue – , mas se preocupar como ela vai conviver com essas dificuldades e como vai extrair o melhor momento de vida durante o maior tempo possível.  Por isso, eu acho que ser médico é uma experiência de vida.”

Med-3

Hamilton França, também gastroenterologista, segue o mesmo pensamento, de dar a devida atenção ao paciente, fazendo com ele o que gostaríamos que fosse feito com nós mesmos. “Temos que dar o melhor de nós, não só no ato cirúrgico, mas desde o momento do primeiro contato com o paciente, onde necessitamos ouvir suas queixas, examiná-lo e interpretar seus sinais e sintomas. Tudo isto gera uma sensação de confiança mútua extremamente importante para o sucesso do tratamento e cura do doente. A maioria dos cirurgiões aprende a ter destreza com a prática. A principal diferença não está na técnica, no tipo de sutura que eles preferem ou no instrumento específico que eles gostam de utilizar em uma situação específica, e sim como eles concebem o problema de um paciente e compreendem qual a cirurgia pode resolver e qual não. O cérebro e o caráter do cirurgião são mais importantes que suas mãos”, relata.

Já a dermatologista Francilídia Helena explica que nem sempre esta profissão é feita de status, as dificuldades existem e não são poucas. “Os desafios que a medicina enfrenta, hoje, estão intimamente ligado à qualidade. Infelizmente, o que acontece atualmente é uma grande quantidade de profissionais formados, uma vulgarização da medicina e a desvalorização dos médicos. Tudo isso faz com que a área venha perdendo a qualidade. Por isso eu costumo falar que nós só vimos uma vez ao mundo e temos que ser felizes na nossa escolha. Ser médico por ser médico não tem vantagem.”

A ginecologista Cristiane Fechine levanta uma espécie de contradição entre a classe médica. Por ser uma profissão de constante e extrema doação, o próprio médico tem dificuldade de manter a sua saúde. “O médico dedica muitas horas ao seu trabalho e poucas horas à sua família. Hoje, eu vejo que qualidade de vida é tempo. Então, eu tento ao máximo, no momento em que estou com eles, estar presente por completo, inteira e participar de tudo que posso. Qualidade de vida também é saúde (e nem sempre nós podemos cuidar da nossa como queremos), é dedicar um tempo ao seu lazer, à prática de um hobby, manter uma atividade física, cuidar da alimentação… É conseguir conciliar tudo isso e equilibrar com o trabalho para ser feliz. Ser médica é fantástico, ainda mais na minha especialidade, que traz vidas ao mundo, mas nós passamos por dificuldades (hoje eu também atendo diariamente no SUS e vejo a falta de condições que temos) e precisamos estar bem para ajudar os pacientes. Já dizia o pai da medicina: ‘Curar, quando possível; aliviar, quase sempre; consolar é o nosso dia a dia. Não somos Deus, e a nossa missão, quando tentamos fazer a medicina humanizada, é essa”.

med1_T

Em comum, todos revelam que o amor à profissão é determinante. “Ser médica é gratificante, pois existe muita renúncia e pouca flexibilidade, mas, o prazer que a medicina traz no final acaba compensando todas as dificuldades”, revela Cristiane. Para Francilídia, “ser médica é um sacerdócio, é se doar ao outro, e é isso o que me faz completa”. José Eymar resgata o papel do médico de anteriormente. “Ser médico é ter uma convivência com o paciente para conhecer além da doença.” E, para a Alliance, os médicos têm um papel mais que importante na sociedade, e a profissão precisa ser cada vez mais valorizada, afinal, qualidade de vida tem a ver com saúde e viver bem.

Compartilhe:
Voltar

O que há
de novo?

Envie seu e-mail e seja sempre o primeiro a saber de todas as nossas novidades.

Ligamos
para você

Envie seu número e muito em breve iremos ligar no melhor horário para você.

Vendas
por e-mail

Envie seu e-mail e muito em breve entraremos em contato com você!

Visita
às obras

Envie seu número e e-mail e entraremos em contato para marcarmos a melhor data para você conhecer nossas obras.

Tenha uma
experiência Alliance

Envie seus dados e iremos marcar uma das experiências mais importantes da sua vida.

Whatsapp

Para conversar por Whatsapp com um corretor, adicione o número (83) 99928-0071 em seus contatos.

Você pode fazer isso diretamente no botão Salvar abaixo:

Depois do contato salvo, acesse seu Whatsapp e converse com o contato Alliance.

Buscar imóveis

Refine sua busca