Cafés Especiais: Quem São Eles E Como Fazer O Seu Em Casa - Alliance
Voltar

Cafés Especiais: Quem São Eles E Como Fazer O Seu Em Casa

Magazine Alliance |

Afinal, o que é um café especial? Tem quem ache que é um grão importado ou aqueles cafés que mais parecem sobremesa. Garantimos que não. Quer dizer, nós não, o mineiro Leandro Tavares, barista e proprietário do Gazzetta Caffe – uma charmosa cafeteria na orla do Cabo Branco, em João Pessoa. E tem mais: ele também ensina a preparar um café especial na cozinha do seu Alliance, de forma prática e para lá de gostosa.

O Leandro começou o bate-papo nos explicando que o café é como vinho. “A qualidade depende da altitude, do solo, do que foi feito com o café depois da colheita”, mas é a torra que separa um bom de um mau café. “A torra é uma das etapas mais importantes. Dá para obter inúmeros sabores através de diferentes tipos de torra”, diz. E sabe o típico amargor do café? Segundo ele não tem nada a ver com o sabor original da bebida, como culturalmente pensamos, mas sim com uma má torra, que acaba carbonizando o grão. A forma de fazer também interfere totalmente no sabor. O famoso café coado, método de preparo mais comum nos lares brasileiros, normalmente também é feito de forma errada – o que acaba queimando ainda mais um grão que já vem carbonizado. Aí já dá pra imaginar o resultado: um café super amargo e que haja açúcar para disfarçar o sabor. Inclusive, a união café de má qualidade + açúcar é que causa azia. “O café tradicional é carbonizado, por isso você não consegue tomar sem açúcar. A famosa azia após o cafezinho é resultado de um café ruim. Se você tomar um bom café, é possível toma-lo sem açúcar, a medida em que ele vai esfriando, a doçura vai aflorando”.

 

Café Especial É A Mesma Coisa Que Café Gourmet? Spoiler: Não

O café gourmet é aquele incrementado com outros ingredientes, como chantilly, Nutella, doce de leite, sorvete, licores, cachaças, etc. Apesar de gostosos – e tem como algo ficar ruim assim? – o café deixa de ser o protagonista, pois seu sabor fica em segundo plano. Já o café especial é aquele de qualidade superior, em todos os sentidos, “do plantio até a xícara”, como disse o Leandro. Em primeiro lugar, o café especial sempre será 100% arábica, o tipo mais nobre e com mais variedades de grãos. Logo, tem mais sabores, aromas e harmonizações que o café robusta – o café mais comum nos supermercados e mesas brasileiras.

 

Faça O Seu Próprio Café Especial No Seu Alliance

Não basta ser 100% arábica para um café ser especial. Se a preparação for errada, você vai perder o grão e ter um café de baixa qualidade. “Não adianta ter um café especial que foi plantado, colhido e torrado da melhor forma se você o fizer do jeito errado. Acaba com o café”, pontua Leandro.

Como o método mais usado no Brasil ainda é o café coado, o que para o Leandro é a forma mais gostosa, em todos os sentidos, de se preparar um bom café, ele nos ensinou a melhor forma de fazer um café puro e especial. Segundo ele, aposente sua cafeteria elétrica. “A infusão altera completamente o sabor da bebida. O café precisa respirar. Dentro da cafeteira elétrica isso não acontece porque ela tá preso lá. O vapor da água que esquentou sobe, desce e vira um café de péssima qualidade, mesmo que o grão seja arábica”.

O barista nos ensinou dois métodos de preparo bem práticos para você fazer aquele café coado especial no seu Alliance: o café coado na hario e a prensa francesa. Vamos lá?

 

Como Fazer Café Coado Na Hario

Primeiramente, vamos entender o que é essa tal de hario. Apesar de parecer um porta filtro tradicional, não é. A hario é o primo chique do coador comum e o segredo para ele entregar um café melhor está na sua estrutura. Sua parte interna tem linhas espirais que facilitam a expansão do café no momento em que a bebida é coada. A abertura grande na base do coador permite que a velocidade seja controlada, assim, o café absorve a água durante o tempo necessário, resultando em uma bebida limpa e saborosa.

 

 

O filtro também é diferente. Ele é totalmente em formato de cone e o Leandro indica os orgânicos, pois têm menos química que os brancos – o que também influencia no sabor do café e na sua saúde, claro.

Outro detalhe importantíssimo é a infusão. A água nunca pode estar borbulhando. “A água deve ferver, mas, antes de coar o café, ela precisa oxigenar. Para isso, espera ela parar de borbulhar e depois já pode coar o café. A água fervendo em contato com o pó queima o café”, explica. 

 

Como Fazer Café Na Prensa Francesa

Outra forma de preparo de café coado – muito charmosa, por sinal – é a prensa francesa. Por não usar filtro de papel, mas de metal, ela funciona sobre pressão, igual ao café espresso.

Na prensa francesa você coloca o café na garrafa e a água quente em seguida. Espere alguns minutos para que a água entre em contato com café e para que ele solte todos os seus óleos e sabores. Depois vá apertando a prensa suavemente para separar o pó do café da água. Nesse método, se não for servir todo o café na hora, é importante ter um bule por perto, para transferir o café da prensa francesa para o mesmo. Assim a bebida não fica em contato com o pó e, consequentemente, não amarga ou tem seu sabor alterado.

 

 

Fazendo Cappuccino Na Prensa Francesa

A prensa francesa também é uma cremeira, ou seja, é possível bater o leite para ele ficar com aquela consistência cremosa do cappuccino. Após fazer o café na prensa e transportá-lo para um bule, coloque o leite morno nela e bata. Você terá um creme de leite na mesma hora. Depois é só juntar com o café e aproveitar a bebida na varanda gourmet do seu Alliance com os amigos, na sala assistindo aquele filminho no fim da tarde ou no café da manhã, com a família. 

 

3 Fatos Sobre O Café Que Você Precisa Saber

 

10g de café para 100ml de água

Essa é a proporção ideal para você fazer o café perfeito. Se você não tem uma balança, utilize uma colher de sopa. Ela tem em média 7g, então é só colocar uma colher bem cheia.

 

Café quente nem pensar

O café não foi feito para se tomar quente. Muito menos fervendo. Inicialmente, na história do café, ele era tomado frio, mas isso foi mudando com o passar do tempo e da cultura. Se você gosta do café quente não precisa ser escaldando a boca, porque assim você acaba não sentindo o verdadeiro sabor do café.

 

Não deixe o café na garrafa térmica por horas

Após 20 minutos, o café preparado começa seu processo de oxidação, por isso, o ideal é consumi-lo logo após o preparo. Porém, se for preciso armazenar na garrafa térmica, o café deve ser toado até no máximo 1 hora depois de pronto.

 

Gostou das dicas e das técnicas ensinadas por Leandro? Agora aproveite e coloque em prática.

 

gazzetta-caffe-o-que-e-cafe-especial
Leandro Tavares, barista e proprietário do Gazzetta Caffe

Compartilhe:
Voltar

O que há
de novo?

Envie seu e-mail e seja sempre o primeiro a saber de todas as nossas novidades.

Ligamos
para você

Envie seu número e muito em breve iremos ligar no melhor horário para você.

Vendas
por e-mail

Envie seu e-mail e muito em breve entraremos em contato com você!

Visita
às obras

Envie seu número e e-mail e entraremos em contato para marcarmos a melhor data para você conhecer nossas obras.

Tenha uma
experiência Alliance

Envie seus dados e iremos marcar uma das experiências mais importantes da sua vida.

Whatsapp

Para conversar por Whatsapp com um corretor, adicione o número (83) 99928-0071 em seus contatos.

Você pode fazer isso diretamente no botão Salvar abaixo:

Depois do contato salvo, acesse seu Whatsapp e converse com o contato Alliance.

Buscar imóveis

Refine sua busca